IV ENA Notícias

Feira em Paraty: Comida Saudável, Música, Arte e a práticas do Bem Viver

No dia 27 de outubro, o Mercado do Produtor Rural de Paraty recebe a

Feira Sabores, Saberes e Sementes da Agroecologia no Rio de Janeiro

Sexta-feira (27/10) é dia do Encontro Estadual de Agroecologia do Rio de Janeiro ocupar as ruas de Paraty. Na programação do encontro, que começa na quinta-feira (26) e segue até sábado (28), seminários, rodas de conversa e muitas outras atividades que vão reunir agricultoras e agricultores, assentadas/os da reforma agrária, povos e comunidades tradicionais, assessoras/es estudantes, pesquisadoras/es, de norte a sul do estado. Ao total, nessa quarta edição do Encontro, espera-se reunir mais de 400 pessoas articuladas à experiências de resistência, cultivo e comercialização de alimentos agroecológicos e solidários.

Alimento Limpo, Saudável e Justo: Um direito de todas e todos

Polpa de Juçara, Bananas, Folhosas, Aipim, Artesanatos de Paraty e Angra, Arroz de Casimiro de Abreu, Mel da Baixada Fluminense, Fitoterápicos de Macaé, Café Sombreado de Guapimirim, Curcuma de Teresópolis, Fubá Livre de Transgênicos, frutas, Pancs (Plantas Alimentícias Não Convencionais) e muitos mais. É o estado todo reunido para celebrar sua diversidade e oferecer à população de Paraty e região, alimentos e demais produtos confeccionados de forma solidária por Coletivos de Mulheres e Jovens, Povos e Comunidades Tradicionais, Cooperativas, Associações de Agricultoras/es entre outros grupos.

A feira, aberta ao público, acontece de 9h30 às 18h, dia 27/10, no Mercado do Produtor Rural de Paraty, no Centro da cidade, em frente à rodoviária. Será um grande espaço de comercialização de alimentos e produtos que têm em comum alguns princípios, entre eles: o cultivo livre de agrotóxicos e demais agroquímicos, a divisão justa do trabalho e a valorização daquelas e daqueles que vivem e produzem alimentos e arte em quilombos, terras indígenas, comunidades caiçaras, assentamentos rurais, sítios, na cidade, nos quintais e demais locais onde a convivência respeitosa com o ambiente e com as pessoas é o ponto de partida.

A feira da sementes e a feira do nosso Encontro são muito importantes para as agricultoras e agricultores. Todo mundo de Paraty pode vir porque o que vamos ver é comida de verdade”, disse Dona Rita, agricultora de quintais e integrante da Rede Carioca de Agricultura Urbana. “Na feira, a gente conhece as sementes crioulas, sua importância, e é muito importante que as pessoas cheguem para saber o que é se alimentar bem“, finalizou a agricultora, que também representa a Região Metropolitana no encontro e na feira.

Troca de Sementes e Saberes: A Educação Popular semeando esperança

Na feira, além da vasta diversidade de raízes, alimentos e produtos agroecológicos, haverá um momento de celebrar as sementes crioulas. Essas sementes são variedades preservadas, selecionadas e adaptadas pelas mãos de agricultoras e agricultores, assentadas/os da reforma agrária, povos e comunidades tradicionais. Quem vier terá a oportunidade de conhecer guardiãs e guardiões de sementes de todo estado e levar para casa sementes que preservam conhecimentos tradicionais e que, há décadas, vem garantindo plantios e alimentos saudáveis. Quem tiver sementes e quiser trocar é muito bem vinda/o!

Em tempos de tantas desesperança, a Feira também será um ambiente para troca de experiências. A Educação Popular, a arte e a cultura do povo serão os alicerces das Instalações Artístico-Pedagógicas que representarão os avanços e desafios de cada uma das regiões do estado no fortalecimento da agroecologia. As instalações serão cenários construídos pelas comunidades com o objetivo de representar, através de símbolos, sementes, bandeiras, poesias, alimentos e demais elementos a realidade em que vivem. Quem passar pela Feira terá oportunidade de interagir com esses ambientes pedagógicos e, sem sair do centro de Paraty, conhecer a diversidade e as resistências de cada território.

Agroecologia é Cultura: Música e expressões artísticas das comunidades tradicionais animam a feira!

Inspirados no princípio de que comida é cultura, é patrimônio, e alimentação é um ato político, acreditamos que a agroecologia envolve muitas ações para além da produção e comercialização de alimentos livres de transgênicos e agrotóxicos. Falar de agroecologia está diretamente relacionado à construção de novas relações humanas, à valorização da cultura e dos modos de viver dos povos e comunidades tradicionais. O Bem Viver, que a quarta Edição do Encontro Estadual acredita, luta e constrói envolve a valorização das diversidades, dos movimentos e organizações populares que têm na música, na arte, nos cantos e nas rezas formas de expressar sua memória, suas conquistas e opressões. Rap Quilombola, Coral Indígena, Capoeira, Ciranda, Maracatu, Artistas que cantam sua terra e muitos outros sons e coloridos tecem a programação desse dia de diálogo aberto e ocupação do espaço público.

As feiras seguem encantando, inspirando nossas relações e mostrando o quanto é preciso fortalecer a agroecologia enquanto prática, ciência e movimento, no campo e na cidade. O dia ainda contará com atividades agroecológicas para crianças, palco aberto e muito mais. A programação completa estará disponível na página do Facebook da Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro!

11 anos de Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro!

O território da Costa Verde celebra e acolhe o IV Encontro e anuncia que, no Rio de Janeiro, a Agricultura Camponesa e Agroecológica: Existe, Resiste e Alimenta! Vem conhecer, chama a família, as amigas, aproveita e divulga o cartaz: não perca!

Este evento é realizado pela Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ), que além dos três encontros anteriores, em sua trajetória de 11 anos, já promoveu caravanas agroecológicas (Região Metropolitana e Estadual), intercâmbios de experiências, oficinas e cursos e participou dos encontros nacionais de Agroecologia, com importante atuação para a Política Nacional da Agroecologia e Produção Orgânica (PLANAPO).

 

Serviço

Feira Sabores, Saberes e Sementes da Agroecologia no Rio de Janeiro

27 de outubro – 2017
De 9h30 às 18h
Mercado do Produtor Rural de Paraty (em frente á rodoviária)

 

Texto: Natália Almeida (Mídia Crioula)
Revisão: Claudemar Mattos, Luana Carvalho e Renato Cosentino
Fotos/Arte: Eduardo Di Napoli (Comunicação FCT/Mídia Crioula)

Dexe um comentário

*